Notícias

CRF/SE e Sindifarma protocolam documento na Secretaria de Estado da Saúde pedindo correção no edital do PSS


04/10/2019 17:44

e8f1d816-4fe6-4aec-a294-82916adb022f_51bd2a3271caf86f0bee8.jpg

O Conselho Regional de Farmácia de Sergipe (CRF/SE), na pessoa do diretor-tesoureiro, Fábio Ramalho, juntamente com o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Sergipe (Sindifarma), representado pela diretora Quênnia Garcia, e, a Conselheira Federal, Fátima Aragão assinaram e protocolaram documento que questiona dois problemas encontrados no Edital n° 01/2019 do Processo Seletivo Simplificado (PSS), realizado pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), nesta última quarta-feira, 02 de outubro.

As entidades pediram a revisão do edital nas questões direcionadas, primeiramente ao salário do farmacêutico, destoante à realidade. E em segundo a possibilidade do farmacêutico bioquímico disputar as vagas destinadas, até então, apenas aos biomédicos, ao mesmo tempo que solicitou ajuste na faixa salarial desta área também.

Para Fábio Ramalho, diretor-tesoureiro do CRF/SE, é fundamental valorizar adequadamente os profissionais. “O profissional precisa ter um salário compatível com as suas funções e responsabilidades”, afirma. Destaca que isso é uma luta sindical, mas que o conselho pode e deve apoiar as ações. Ramalho ainda acrescenta que o questionamento pleiteia que as vagas destinadas apenas ao biomédico sejam também disputadas pelo farmacêutico bioquímico, já que possuem as mesmas competências. E que neste caso sugere que as duas profissões podem e devem estar juntas na luta por melhor remuneração.

A Conselheira Federal, Fátima Aragão explica que o documento trata-se de uma carta baseada em resoluções e portarias do Ministério da Saúde. “Mostramos que o salário proposto pelo edital do PSS é baixo, demonstramos valores praticados no mercado, pisos salariais nas drogarias, além de trazer à tona a legislação para que seja feito uma reconsideração no edital”, relata.

Nesta segunda-feira, 7 de outubro, os representantes do CRF/SE, do Sindifarma e a Conselheira Federal irão se reunir com a Secretária adjunta de Saúde do Estado para tratar deste e de outros assuntos.

Ouvidoria