Notícias

FARMÁCIAS DE SERGIPE REALIZAM TESTES RÁPIDOS


06/10/2020 16:45

Com a pandemia no Brasil desde março, a necessidade da realização de testes na população para a identificação e monitoramento da Covid-19 impactou diversos setores, inclusive as farmácias comunitárias. A partir de abril, a Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) nº 377/2020 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) as unidades de saúde foram autorizadas, em caráter excepcional, a realizar os testes rápidos. Através desse contexto a Assessoria de Comunicação do CRF/SE entrevistou a Tereza Vitória Brito D’ Ávila, farmacêutica responsável técnico da Drogasil para saber mais sobre este serviço.

Os testes rápidos têm um importante papel no mapeamento do status imunológico de uma população, o que contribui de forma positiva para a mitigação do novo coronavírus. Desde a segunda quinzena de junho as farmácias Drogasil de Sergipe iniciaram a aplicação dos testes rápidos de Covid-19 no estado. Atualmente a empresa oferece os testes em seis farmácias, todas na capital Aracaju. Em Sergipe já foram realizados mais de 3.600 testes rápidos, e no Brasil, cerca de 300 mil testes.

Para Tereza, os farmacêuticos exercem um papel fundamental na aplicação dos testes rápidos. “A atuação destes profissionais são importantes para a realização dos testes, e também no cuidado à saúde da comunidade neste momento que estamos passando”, afirmou. A farmacêutica contou ainda que os profissionais das redes Droga Raia e Drogasil foram treinados para a aplicação do testes, bem como para a realização do questionário sobre sintomas, condições do paciente e dados pessoais que é realizado antes da aplicação do exame, conhecido como pré-anamnese.

Questionada sobre a confiabilidade do serviço, Tereza explicou que os testes comercializados pela Drogasil são fabricados pela Eco Diagnóstica com aprovação da Anvisa, “temos a preocupação e cuidado de selecionar os melhores laboratórios e os testes mais confiáveis do mercado”, disse.

A responsável técnico da Drogasil reforçou que há menor exatidão nos testes rápidos para Covid-19 realizados com menos de 8 dias de sintomas e que o teste oferece resultados preliminares e não pode ser considerado como um diagnóstico definitivo. “Mesmo os resultados negativos não excluem a infecção pelo novo coronavírus. O resultado do procedimento deve ser analisado por um profissional de saúde, que vai considerar as condições clínicas do paciente, além de outros exames confirmatórios para concluir se é o caso ou não de Covid-19”.

“Temos notado um crescimento na procura pelos testes em todo o País e também em Sergipe. Se considerarmos o intervalo entre 26 de julho e 16 de agosto tivemos um crescimento de 48% na procura no estado”, destacou a farmacêutica Tereza.

Recomendações para o teste

Os testes custam R$ 140,00 e são aplicados seguindo todas as recomendações de saúde, em salas exclusivas e com todo equipamento de proteção e segurança para o farmacêutico.

A recomendação é que o teste seja realizado por aqueles que apresentaram sintomas da covid-19 como, febre, tosse, congestão nasal, dificuldade em respirar, dor no corpo, dor de garganta, nos últimos dez dias; e/ou aquelas pessoas que tiveram contato próximo com alguém que tenha sido diagnóstico com o novo coronavírus.

Vale ressaltar que para a realização do exame é necessário o agendamento prévio pelo site da Drogasil https://www.drogasil.com.br/agendamento/covid19.

Ouvidoria